Login

Sugestões

Faça o login e visualize as sugestões

Usuários on line

Nós temos 1345 webespectadores online

Revista

Gestão Universitária

Veja os grupos de discussão Grupos Redes Sociais

As opiniões que aqui são expressadas não representam necessariamente a posição da Rede Mebox.
Os comentários postados são de responsabilidade única e exclusiva de quem os postou.

Redes Sociais

Opções do grupo

Albuns de Foto

Nenhum álbum criado ainda.
Redes Sociais
Informações do grupo
Categoria:
Nome:
Redes Sociais
Criado:
Dom, 13 de Março de 2011
Proprietário:

Descrição

Discutir as diversas formas de utilização das Redes Sociais, interagir com profissionais que a utilizem e contribuir com troca de material publicado na web.

Anúncios

Nenhum anúncio adicionado ainda.

Tópicos

Ótimo texto Leonardo.Estamos diante de uma nova revolução - no sentido tecnológico - que vem mudando conceitos e práticas em mtos setores, mas muitas pessoas, grupos e corporações ainda tentam ignorar. Pior pra eles, porque, como diz na música, "o novo sempre vem" e quem não acompanhar e também surpreender, só vai lamentar mais adiante.
Última resposta por Eliana Custódio em Seg, 30 de Maio de 2011
Muito bom Taquinho e Claiton. Vou socializar nos meus Twitter, Facebook e Orkut. Adorei a entrevista, a proposta e os esclarecimentos e qdo precisarem de mais um repórter... estou por aqui! rsrs. Abcs.
Última resposta por Eliana Custódio em Dom, 01 de Maio de 2011
Ótima contribuição Janaina. E esse é um caminho sem volta. Vamos torcer pelo aumento no número de plataformas e de adesões em escolas públicas também. Para que o acesso seja cada vez mais democratizado, até mesmo nos distantes e pobres povoados (como ocorre no interior de Alagoas) onde abnegados mestres lutam para educar nossas crianças.
Última resposta por Eliana Custódio em Qua, 27 de Abril de 2011

Compartilhamento de arquivos

Arquivo Tamanho (kb)
Nenhum arquivo enviado ainda
Luciane Chiodi Nogueira
Pessoal acontece em São Paulo, no dia 01 de junho de 2012 o II People.Net in Education: Congresso de Redes Sociais Aplicadas à Educação. Se você tem algum paper ou relato do uso das Redes Sociais é uma boa ocasião para apresentar. www.congressoredesocial.com.br
Ter, 03 de Abril de 2012 08:49
 
Abigail França Ribeiro
Tentei colocar uma imagem na Rede. Não consegui. Segue o endereço. Muito interessante. http://revistaepoca.globo.com/Vida-util/noticia/2011/09/boa-rede-profissional.html
Dom, 23 de Outubro de 2011 14:43
 
Claiton Muriel Cardoso
O importante para as instituições de ensino é saber que o software de Rede Social que utilizam é apenas o meio em que se veicula a informação. Saber se posicionar e fazer funcionar a Rede está diretamente ligado à capacidade que a nossa academia tem de se comunicar e gerar valor para todos.
Não dá mais para ficar "de fora". Quem estiver "de fora" em pouco tempo estará é "por fora" desse mundo novo...
Ter, 30 de Agosto de 2011 20:25
 
Claiton Muriel Cardoso
Qual é o próximo ponto ? http://www.gestaouniversitaria.com.br/index.php?option=com_community&view=videos&task=video&userid=413&videoid=107&Itemid=38 acesse muito legal
Seg, 15 de Agosto de 2011 19:05
 
Gestão Universitária
Estudante brasileiro ganha medalha de ouro em Olimpíada Internacional de Informática

Escrito por Agência Brasil

Qui, 28 de Julho de 2011 14:06

Brasília - Pela primeira vez, um estudante brasileiro conquistou medalha de ouro na Olimpíada Internacional de Informática. Aluno da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na Paraíba, Felipe Abella Cavalcante Mendonça de Souza terminou a competição, que este ano foi na Tailândia, como terceiro colocado geral, com 598 de 600 pontos possíveis. Mais três brasileiros conquistaram medalhas na olimpíada, todas de bronze. No total de medalhas, o Brasil superou concorrentes como a Inglaterra, França, o Canadá e a Alemanha, equipes com tradição na competição, segundo a Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Os estudantes brasileiros foram selecionados durante a Olimpíada Brasileira de Informática, organizada pela SBC e pelo Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A equipe do Brasil concorreu com mais de 300 estudantes, de cerca de 80 países.

Edição: Talita Cavalcante

Qui, 28 de Julho de 2011 15:45
 
Claiton Muriel Cardoso
Aplicação das redes 4C com foco nas corporações

Algumas considerações sobre o que o 4C pode fazer por elas...

Conexão, Compartilhamento, Conhecimento e Código fonte aberto (4C)

Deve-se focar no interesse das pessoas e não na comunicação ou relacionamento. O que é valor para as pessoas ? Por que elas se interessam por nossos produtos ?

As redes 4C se diferem das redes sociais porque o seu objetivo principal não está diretamente ligado à comunicação ou ao relacionamento e sim ao interesse ou tema relevante para seus membros e os webespectadores, que podem ter acesso a um volume de informações úteis, o que gera valor para toda a Rede.
Não estamos mais correndo atrás de mailing, como no passado, então se a pessoa é membro da rede temos o seu contato, ela pode interagir, mas o que chamamos de webespectadores, que são aqueles que querem ver o que está sendo compartilhado mas não desejam interagir, e esse é um tipo de liberdade que é novo para o conceito de Redes Sociais. Mailing é uma forma antiga de se oferecer de forma inadequada aquilo que pensamos ser de valor para determinada pessoa.

O mercado moderno não aceita mais consumir produtos e serviços sem as referências necessárias e disponíveis em diversas formas de compartilhamento de dados. Hoje podemos ter acesso a quase 2% do conhecimento humano acessando apenas a internet. Antigamente tínhamos menos de 0,1% desse conhecimento disponível. A interatividade e a velocidade está produzindo um mercado de “quase concorrência perfeita”, isto é, acessando um site podemos saber preços de produtos e serviços de todos os cantos do mundo e decidir comprar, mas a decisão de compra estará sempre vinculada a opiniões positivas de usuários dos produtos e serviços do vendedor postados no site de venda e relacionamento.

As redes 4C incorporam a implantação de uma Revista/Catálogo eletrônico e um shopping virtual todo integrado com a Rede e a Revista.

Elas permitem a publicação e veiculação eletrônica do estoque de conhecimento das empresas, tornando-o disponível para o acesso de todos. A educação corporativa pode ser amplamente trabalhada nesse conjunto de sistemas e além do compartilhamento de conhecimentos acadêmicos, o sistema gera um grande volume de informações úteis captados no dia a dia da empresa, que se constituem em um estoque de conhecimento que ficará disponível para acesso. Então todo aquele conhecimento gerado pela prática e cultura empresarial permanece na Empresa mesmo quando seus colaboradores já não estão lá.

Produzir e compartilhar valores com a sociedade através de uma ferramenta que permita o acesso de todos gera uma vantagem competitiva importante para a empresa, tendo em vista que esta permite imprimir qualidade nas diversas ações e temas próprios das corporações, como por exemplo: serviços de atendimento ao consumidor; opiniões de usuários sobre produtos; treinamentos; comunicações; novos negócios para o público da Rede; integração entre produtores, distribuidores, lojistas e consumidores finais; visibilidade junto à comunidade, segurança para o comprador gerada pelo conhecimento do que se está comprando e muitas outras ações.

Os grupos da rede se fundamentam em áreas do conhecimento ou interesses específicos e não em relacionamento especificamente.

A verdade é que todos os dias aprendemos mais sobre essa nova oportunidade.

Sobre alguns assuntos nós já temos uma opinião formada:

Aparecer nas grandes redes sociais é uma obrigação mas não é tudo. Lá Você estará limitado e irá contribuir levando seu cliente para que outros possam ter acesso a ele;

O foco não está ligado ao número de usuários com quem conseguimos nos relacionar mas com o número de webespectadores que consiguimos atrair e o valor que encontram em acessar a rede. Não é possível nos relacionarmos com mais de 150 usuários em uma rede social, mas podemos ler o que 1.500 pessoas escreveram sobre um tema específico;

As empresas produzem uma grande quantidade de informações que se perdem quando as pessoas procuram outras alternativas de profissão ou se aposentam. Esse conhecimento não fica registrado e se perde muito com isso. Outra questão é a da educação corporativa: as instituições de ensino não sabem o que as empresas precisam e as empresas não tem a cultura de se transformar em uma unidade de educação e também não é seu foco, mas os profissionais precisam continuar se atualizando e temos que oferecer condições para que isso ocorra.

Não é por acaso que o Facebook lhe pergunta "No que Você está pensando agora ?"
Célia Aparecida dos SantosCélia Aparecida dos Santos em Sex, 13 de Maio de 2011 13:54

Valiosíssima apresentação. Mil, Claiton!

Qui, 12 de Maio de 2011 20:40
 
Gestão Universitária
Carlos Rodrigues, quando for postar uma propaganda crie um evento. Não precisa postar em todos os grupos porque o pessoal de outras áreas não se interessa talvez pelo tema específico. Crie o Evento que nós liberamos.
Qua, 04 de Maio de 2011 10:40
 
Célia Aparecida dos Santos
Professores universitários estão usando o Facebook para ensinar
Todos sabem que estudantes são obcecados pelo Facebook, mas uma nova pesquisa mostra que educadores também podem usá-las a seu favor.Quase todos os professores são ativos em mídias sociais, e 80% deles usam como ferramenta de ensino. Clique neste infográfico e veja como professores universitários estão usando as mídias sociais tanto para uso particular, quanto profissional.
Fonte: www.ivanilson.com
Ter, 03 de Maio de 2011 10:50
 
Célia Aparecida dos Santos
Estudantes interessados em viajar para o exterior ganham uma ajuda: sua própria rede social. Primeira no mundo voltada totalmente à educação, a EDUFINDME foi desenvolvida pelo site brasileiro EstudeNoExterior.com, que há 14 anos trabalha no mercado de intercâmbio.

Na fase de lançamento, apenas estudantes são convidados a fazer parte do site, com a criação gratuita de perfis. Daqui a duas semanas, será a vez das instituições investirem nas contas.

A expectativa dos desenvolvedores é que em 18 meses o EDUFINDME tenha “centenas” de bolsas de estudos, parciais e integrais, além de outros “milhares” de programas no Brasil e no mundo.

Toda a equipe internacional da rede social é formada por profissionais intercambiários e que trabalham em áreas relacionadas à educação internacional. “Conhecemos em primeira mão as difíceis decisões que os estudantes enfrentam ao escolher um programa de estudos no exterior, assim como as frustrações que as instituições enfrentam ao tentar se internacionalizar com um orçamento limitado”, afirma o site.

O estudante interessado pode criar uma conta ou usar o Facebook Connect para acessar o EDUFINDME. Por isso, a empresa oferece às instituições um mercado com “mais de 500.000 estudantes potenciais”.

Fonte: @adnews_com_br | Por Leonardo Pereira
Tiago Muriel CardosoTiago Muriel Cardoso em Ter, 03 de Maio de 2011 15:09

Hoje existe uma grande discussão sobre a segmentação das redes sociais. Orkut é para íntimos, Facebook para conhecer novos amigos, Linkedin está voltada para o mercado, e assim por diante.

A cada dia iremos nos deparar com redes sociais mais segmentadas. Mas se pararmos para analisar, na verdade, as redes sociais sempre foram segmentadas.

O que estamos fazendo agora é apenas transportá-las para o meio eletrônico.
Percebam que eu tenho minha rede social com meus alunos em sala de aula, outra em casa com a minha família, outra em meu escritório com meus colegas, tenho uma menor no bar que frequento e assim por diante.

O que estamos vivendo é a “virtualização” dessas redes. Redes sociais sempre existiram desde que o mundo é mundo. Agora, com o mundo virtual teremos também as nossas redes sociais nesse formato.

O importante lembrar é que hoje temos redes sociais virtuais para tudo e para todos e a tendência é a de que isso aumente a cada minuto. Hoje, temos no mercado redes sociais para pessoas feias (The ugly bug ball), para pessoas solteiras e com o mesmo ideal político (Droite Rencontre), para pessoas que amam a natureza (Ecolorencontre), para mulheres quarentonas (fr.allocougar.com/), e podem acreditar, temos uma rede social para mulheres que buscam conforto e estabilidade econômica em bons relacionamentos (fr.allocougar.com/),e assim o mundo segue.

Mais sobre esse assunto lá no blog www.tiagomuriel.blogspot.com.

Um abraço a todos, Tiago Muriel.

Célia Aparecida dos SantosCélia Aparecida dos Santos em Qua, 04 de Maio de 2011 17:44

É verdade, Tiago, são redes sociais virtuais. Excelente comentário.
Abraços,

Ter, 03 de Maio de 2011 10:24
 
Carlos Rodrigues
WORKSHOP & COWORKING: Porque usar o Chamilo e não o Moodle? Plataformas de aprendizagem colaborativa. Evento presencial/não presencial , iniciio 10 maio , termino 09 junho, em São Paulo Ver mais em http://sitemeu.net/cu6Ve6/
Ter, 26 de Abril de 2011 00:21
 

Copyright © 2013 REDEMEBOX - Todos os direitos reservados

eXTReMe Tracker