Login

Sugestões

Faça o login e visualize as sugestões

Usuários on line

Nós temos 551 webespectadores online

Revista

Gestão Universitária

Eventos 4C - As Redes do Conhecimento Aplicadas às Instituições de Ensino

As opiniões que aqui são expressadas não representam necessariamente a posição da Rede Mebox.
Os comentários postados são de responsabilidade única e exclusiva de quem os postou.

4C - As Redes do Conhecimento Aplicadas às Instituições de Ensino

Admins

  • Gestão Universitária
    Gestão Universitária
    Criador do evento
4C - As Redes do Conhecimento Aplicadas às Instituições de Ensino
Informações do evento
Categoria:
Localização:
Brasil
Hora:
De : Sex, 29 de Abril de 2011 18:00
até : Ter, 31 de Maio de 2011 18:00
(UTC -03:00) Brasil, Buenos Aires, Georgetown
Lugares disponíveis:
Participantes ilimitados
Criador do evento:

Detalhes do evento

Conexão, Compartilhamento, Conhecimento e Código fonte aberto

As redes do conhecimento se diferem das redes sociais porque o seu objetivo principal não está diretamente ligado ao relacionamento e sim à produção e compartilhamento do conhecimento por toda a comunidade acadêmica.


É uma proposta de transferência de tecnologia com softwares livres e código fonte aberto, inteligência da Rede, aproveitamento das potencialidades do Sistema para a instituição, implantação e suporte a uma Rede Social Acadêmica Particular e de Revista Elletrônica.


O programa 4C permite a publicação e veiculação eletrônica da produção docente, discente , das atividades de ensino, pesquisa e extensão, integrada a uma rede social particular focada no desenvolvimento daquilo que convencionamos chamar de “academia”, contribuindo para a interação entre processos, pessoas e áreas do conhecimento.

O programa tem por objetivo trazer às instituições uma experiência que permita estreitar o vínculo com a sociedade e a comunidade acadêmica através da geração de valor para seus usuários.

Produzir e compartilhar valor para a sociedade através de uma ferramenta que permita o acesso de todos, gera uma vantagem competitiva importante para a instituição, tendo em vista que esta permite imprimir qualidade nas diversas ações e temas próprios das escolas, como por exemplo: captação e retenção de alunos, política de egressos, avaliações do INEP, comunicação e marketing, atividades complementares, extensão, pesquisa, ensino, avaliação da aprendizagem, educação a distância, coordenação de cursos e muito mais...

Os grupos da rede se fundamentam em áreas do conhecimento e não em afinidades específicas.

O 4C é um Programa que envolve uma decisão estratégica da instituição, não se constituindo em apenas uma ferramenta de marketing.

O 4C trabalha com software livre e código fonte aberto, porque a tecnologia da informação é considerada como um meio para se atingir um objetivo.

A verdade é que todos os dias aprendemos mais sobre essa nova oportunidade.

Sobre alguns assuntos nós já temos uma opinião formada:

Aparecer nas grandes redes sociais é uma obrigação mas não é tudo. Lá Você estará limitado e irá contribuir levando seu cliente para que outros possam ter acesso a ele;

O foco não está ligado ao número de usuários com quem conseguimos nos relacionar mas com o número de webespectadores que consigo atrair e o valor que encontram em acessar a rede. Não é possível nos relacionarmos com mais de 150 usuários em uma rede social, mas podemos ler o que 1.500 pessoas escreveram sobre um tema específico;

O aluno fica quatro anos em nossa instituição e permitimos que ele saia sem vínculo nenhum. Ele precisa continuar se atualizando e talvez seja o nosso melhor cliente:
a formatura dos alunos deve ser somente o começo de uma nova jornada.

Para solicitar este produto, entre em contato conosco pelo email editau@editau.com.br ou pelo telefone (31) 3491-3739

Gestão Universitária entrevista

Para o Prof. Claiton Muriel a tendência agora é a especialização das redes sociais e o desenvolvimento das mesmas através da inserção de conteúdos que possam gerar valor para o usuário. Além de outros produtos inovadores, criou a primeira enciclopédia virtual do Brasil, a Rede Mebox e agora lançou o Programa 4C. A Gestão Universitária ouviu o Professor:

Gestão Universitária: Você lançou um sistema de rede social aplicada denominada 4C, o que é o 4C ?

O 4C é uma inovação. Ele é um programa de aplicação de redes sociais concebidas de uma forma diferente. É uma evolução do conceito de rede social, porque contempla o compartilhamento de conteúdos na rede e fora dela, contribuindo para a construção coletiva do conhecimento.

Gestão Universitária: Por que chamar o programa de 4C. O nome tem uma relação direta com o que ele propõe?
Na verdade o nome 4C foi dado ao programa porque ele está baseado em quatro pilares: conexão, conhecimento, compartilhamento e código fonte aberto.

Gestão Universitária: Você afirmou que o programa é uma inovação. Em que aspectos ele é diferente de uma rede social ?

A principal diferença é que o produto final vai muito além de uma rede social aplicada da forma como conhecemos. A rede social é inserida em uma revista eletrônica, com um grande volume de conteúdos veiculados de diversas formas como artigos, trabalhos científicos, teses e dissertações, vídeo aulas e outros serviços, que agregam um valor muito grande ao produto final. É preciso que o usuário da rede encontre valor nela e esse valor não pode estar simplesmente associado ao relacionamento, porque este ele faz em outras redes e sabemos que existe uma limitação para o relacionamento: pesquisas revelam que não conseguirmos nos relacionar com qualidade com mais de 150 pessoas, mas podemos, por exemplo, sob essa nova ótica ler o que 1.500 pessoas discutiram sobre um determinado assunto.

Outra grande diferença é que os motivos de criação dos grupos de discussão não se baseiam apenas em relacionamento mas sim no compartilhamento e produção de conhecimentos e isso envolve, para quem quer se desenvolver ou aprender, a possibilidade de participar de grupos que não estão diretamente ligados à sua área do conhecimento. O usuário tem a possibilidade de conhecer mais sobre outros assuntos sem nem mesmo participar desse grupo específico de discussão.

Outra novidade é a que o usuário pode publicar seus trabalhos na revista eletrônica e passa a dar sua opinião de uma forma muito mais eficaz.

Gestão Universitária: Temos um exemplo de sucesso com a criação da Rede Mebox. Qual a influência dessa Rede na criação do 4C ?

Na verdade a Gestão Universitária, que é a revista da rede, foi criada em 2002. O meio acadêmico utiliza a revista para se expressar desde essa época. Então o compartilhamento de conhecimentos já acontecia na sua forma original de veiculação. Agora com a criação da rede ocorreu uma expansão muito grande do acesso a essas informações e as contribuições têm sido muito maiores e com uma qualidade superior. Hoje além de publicar o usuário traz para a discussão todas as suas contribuições para a revista e isso tem estimulado o debate sobre as mais variadas áreas do conhecimento.

A geração de valor para o usuário pode ser sentida pela medição da taxa de reloads, que é o número que demonstra quantas pessoas acessaram a rede e quantas retornaram. Na Rede Mebox a taxa de reloads é de 70% o que é considerado uma taxa elevada. Então quem entra encontra valor e volta. A Rede Mebox é um exemplo claro de que o usuário não quer mais apenas se relacionar.

Gestão Universitária: Por que o usuário não precisa se cadastrar para ter acesso a rede mebox ?
No caso específico da Rede Mebox não exigimos que os usuários tenham um cadastro porque ela é uma rede do conhecimento e conhecimento é uma coisa que você passa e continua com ele.
Outra inovação é a criação do que chamamos de atores e webespectadores.
Atores são aqueles que são membros da Rede e são os que produzem o seu conteúdo e compartilham seus conhecimentos. Ficou definido na criação da Rede que o nosso foco não estaria em termos muitos membros, porque queremos ter membros ativos, que participem, que exponham seus pontos de vista e que realmente possam dar sua contribuição.

A figura do webespectador é muito interessante. São pessoas que participam da Rede e podem ver tudo o que acontece dentro dela, mas não querem se tornar membros por diversos motivos, dentre eles a falta de tempo, a inibição em expressar suas idéias e outras coisas que ainda vamos ter que descobrir. Foi definido que não era de nosso interesse obrigar uma pessoa a fazer um cadastro, por mais simples que seja, para ter acesso ao conteúdo da Revista e da Rede. Não faz sentido exigir que um aluno que entrou na Rede para fazer uma pesquisa, tenha que ter um cadastro, porque ele entra, faz o cadastro, encontra o que procura e sabemos que ele não vai retornar ou retornará uma vez ou outra. Se exigirmos o cadastro ele será apenas um número na nossa relação de membros e isso não faz sentido.

Gestão Universitária: Por que Você fala em transferência de tecnologia na oferta do Programa 4C ?

Porque é isso mesmo que estamos propondo. Vamos passar ao cliente o código fonte do sistema aberto e explicar a ele como configurar e continuar a desenvolver a parte de informática. É uma temeridade colocarmos uma rede em funcionamento sem ter como incorporar melhorias, corrigir defeitos, desenvolver aplicativos específicos, dentre outras coisas.

Vamos passar para o cliente todas as nossas experiências: sucessos e fracassos. Temos que fazer juntamente com a instituição um estudo da aplicabilidade do Programa e isso envolve características próprias de cada corporação: objetivos, o que ela já tem, isto é, necessidades específicas requerem soluções únicas.

Se a corporação opta por uma estratégia de serviços baseada no 4C ela se coloca um passo a frente na forma atual de se conectar a comunidade. A tendência agora é a especialização das redes e mais, estas terão que oferecer conteúdo e valor para o usuário: basta vermos quantas pessoas deletam seu perfil no Orkut por dia.

Gestão Universitária: Como uma instituição de ensino pode se beneficiar com o 4C ?

As estruturas físicas e organizacionais das instituições são muito verticalizadas. Tanto do ponto de vista de instalações físicas quanto do processo decisório. A rede cria uma espécie de “campus” virtual e incrementa aquilo que convencionamos chamar de “academia”, um lugar do conhecimento, onde todos aprendem com todos. Do ponto de vista decisório a rede contribui muito, porque sua estrutura é horizontal, isto é, todos estão no mesmo nível e as sugestões vêm de todos os lados.
O Programa contribui para o desenvolvimento de diversos tópicos pontuados nos instrumentos de avaliação do INEP/MEC.

Ele abre espaço para publicação de trabalhos científicos, monografias, manuais, permite incrementar a oferta de educação a distância, integra e compartilha os departamentos e suas áreas do conhecimento e muitas outras vantagens.

O fato de podermos iniciar a rede com todos os nossos alunos já cadastrados no Sistema de Controle e Registro Acadêmico como membros, dá um “poder de arranque” muito grande para o Programa. O professor cria no sistema a sua disciplina e passa a postar lá textos, trabalhos e os alunos acessam diretamente, discutem problemas, postam perguntas e tudo isso, em última análise, representa carga horária computável para a integralização dos cursos.

O Programa permite que o aluno crie um vínculo maior com a instituição e quando se torna egresso continua estudando, compartilhando e se atualizando. A formatura desse aluno deve ser somente o começo de uma nova jornada.

Localização no mapa

Carregando Mapa...

Copyright © 2013 REDEMEBOX - Todos os direitos reservados

eXTReMe Tracker